EU SINTO MUITO

É carnaval, encontro seus olhos e nos escondemos da multidão enquanto você toca something just like this totalmente fora do ritmo dessa época do ano. E isso é algo que eu adoro sobre você, seu ritmo não depende do mundo ao seu redor.

O carnaval foi embora, eu espero você ir junto, mas você permanece com a bateria a todo vapor no meu coração. E talvez aquela last hope esteja no replay por mais tempo do que deveria, enquanto suas mãos desenham (literalmente) aquilo que eu ainda não sei por em palavras. 

É páscoa, mas o doce que chega aos meus lábios não é de ovos de chocolate. A ressurreição aconteceu, mas foi em mim, aquelas velhas cinzas de um eu quebrado voam novamente intactas.

Meu aniversário chega e com ele a certeza de que eu estava voando perto demais do sol e nem mesmo os seus braços muito abertos e várias doses de tequila poderiam amortecer a minha queda. 

É  seu aniversário e eu guardo o seu presente porque é tarde demais para ser entregue. Cedo demais para qualquer movimento brusco. Você queria explicações enquanto eu só queria colo.

Meses de horas em praças públicas encarando o vazio, botecos e conversas com nervos à flor da pele que não traziam luz a situação. E o space between parecia não ser possível.

Você entrou numa viagem de desbravar a si mesma e o mundo. Eu me protegi de tudo e nunca estive tão comigo mesma. Você me deu todo espaço do mundo (por achar que era o que eu queria) e eu fiz o mesmo por achar que era o que precisávamos.

As luzes de natal me levaram até sua porta. Chovia enquanto as verdades eram postas a mesa. Eu esperava uma briga e ganhei um abraço. E o que parecia o começo do fim acabou por ser só um capítulo conturbado nesse nosso livro ainda tão novo, mas tão escrito.

É carnaval outra vez, você me acende um cigarro e abre um sorriso. Outra vez fugimos da multidão, dessa vez em silêncio por todas essas coisas que não sabemos explicar ou desenhar, só sentir... 

Eu sinto muito! 



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

"Eu já morri!"

NOSSAS FALTAS