Nem sempre...

Tem sempre uma carta que você escreveu e nunca vai mandar.

Tem sempre uma mão que você quer segurar, mas que por receio vai manter as suas no bolso.

Tem sempre a mão que você segurou e nunca vai saber como soltar.

Tem sempre uma palavra que você quis dizer, mas decidiu no meio do caminho que era melhor não.

Tem sempre algo que você disse que deveria ter sido mantido a sete chaves por dentro.

Tem sempre algo ou alguém que vai te fazer lembrar o que você quer esquecer.

Tem sempre uma música que você nunca mais quer ouvir.

Tem sempre uma outra que você não consegue evitar e repete sempre que dá.

Tem sempre um perfume que permanece nas suas roupas pela manhã contando sobre a noite.

Tem sempre um beijo guardado que não consegue atravessar a cidade no domingo.

Tem sempre alguém que vai dizer que você está errado e você provavelmente não vai ligar.

Tem sempre alguém que vai te elogiar e você nunca vai acreditar.

Tem sempre uma promessa que você sabe que não conseguiria manter.

Tem sempre outra que você mantém mesmo sem nunca ter feito.

Tem sempre um abraço que é mais bem vindo que os outros.

Tem sempre uma voz que chega primeiro que as outras.

Tem sempre uma borboleta a meio caminho da minha voz quando tenta explicar algo demasiado amargo ou impossivelmente doce...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FRACTAIS DE MIM

"Eu já morri!"

AINDA NÃO CHEGAMOS AO XEQUE-MATE