SILÊNCIO!!!

E todas essas vozes que não suporto mais ouvir.

Não fale!

Choveu tanto e fez tanto frio, mas de algum modo eu continuo febril.

Todos esses corredores cheios de vazio me levam sempre pro mesmo lugar.

Sozinha.

Todas as pessoas medíocres das quais eu também faço parte.

No escuro.

Eu tenho meus motivos pra tudo que faço, mas nem sempre sei explicar.

Eu expiro.

E todo o veneno nessas línguas estranhas que são tão conhecidas não me ferem mais.

Não fale!

Todas as vezes que eu relevei agora me afogam.

E todo o silêncio que eu não fiz chama por mim.

Eu vou.

E todo o vazio do qual tive medo me enterra.

E a vida que eu não vive escorre por entre os meus dedos.

Por que distância é um caminho entre a furia e a paz.

Minhas mãos, outra vez vazias, ainda possuem significado.

Embora

Todas essas pessoas que tem fé e acreditam, eu não consigo acreditar.

Dizem que para cada coisa ruim há algo bom, mas eu já não sei esperar...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FRACTAIS DE MIM

Um brinde para nunca crescer!

Eu que não falo de amor