Prelúdio

Nuvens incertas nublam meu céu
Ofuscando o brilho de um sol que se fez minha razão
Mas não apagam a certeza de que ali permanece
Aquecendo-me ininterruptamente
E as gotas de chuva que caem em mim
Trazem a superfície o sentimento que mora aqui dentro
Meu sentimento é um poema que jamais será escrito
Por não caber de tão imenso
Desprovido de significado
É um verbo em construção...


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FRACTAIS DE MIM

"Eu já morri!"

AINDA NÃO CHEGAMOS AO XEQUE-MATE