Eu quero

Eu quero que olhe em meus olhos e veja calor

E não espere que eu seja tudo que um dia sonhou

Eu quero a beleza da simplicidade

Um sentimento puro, despido de medos

Eu quero te ter de um jeito abstrato

Sem regras sem magoas sem dor

Não quero a volúpia de manhas ensolaradas

E sim a delicadeza de tardes nubladas

Eu quero menos de mim refletido em teus olhos

Eu quero mais de nós

Eu quero nossos passos num mesmo compasso

Mas livres pra seguir outros rumos

Quero momentos de silencio profundo

Eu quero um beijo simples

Quero menos fala e mais gestos

Quero a verdade dos olhos sem a persuasão das palavras

Não quero a mesmice de prazeres efêmeros

Quero a plenitude de algo divinamente humano

Eu quero a nobreza de ter sem se apoderar...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FRACTAIS DE MIM

Um brinde para nunca crescer!

"Eu já morri!"